Macrorregiões Sudeste e Centro-Sul continuam na onda verde do Minas Consciente

Compartilhe

As macrorregiões Sudeste e Centro-Sul, as quais cidades da Zona da Mata e Campo das Vertentes fazem parte, respectivamente, permanecem na onde verde do Minas Consciente.

A decisão foi tomada pelo Comitê Extraordinário Covid-19 nesta quinta-feira, 12, que apontou a manutenção do cenário favorável com a melhora nos indicadores da covid-19 em Minas Gerais. Nos últimos 14 dias, houve queda de 18% na taxa de incidência da doença.

A macrorregião Leste avançou para onda verde. Com isso, se junta as macros Centro, Oeste, Sul, Vale do Aço, Jequitinhonha, Norte e Noroeste, além da Sudeste e Centro-Sul.

Na onda amarela permanecem Nordeste, Leste do Sul e Triângulo do Norte.

Já o Triângulo do Sul é a única localidade que continua na onda vermelha devido ao aumento da incidência da doença e alta na ocupação de leitos.

A reunião do comitê também abordou o assunto sobre a variante delta do vírus. Quanto a preocupação com a circulação dessa variante no estado, o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, informou que nove microrregiões estão realizando testes genômicos para mapear a mutação do vírus.
Conforme a última atualização da pasta, até essa quarta-feira, 11, eram 11 confirmações.

Os casos estão sendo investigados junto aos municípios para avaliação do histórico dos pacientes e seus contatos. Dessa forma, segundo o governo, ainda não é possível afirmar que existe transmissão comunitária da variante Delta em Minas.