Na UFJF: Evento discute preservação dos patrimônios urbanos da humanidade

Até sexta-feira, 13, segue o período de inscrição para o “I Congresso Internacional Gestão dos Patrimônios da Humanidade urbanos: desafios e riscos da preservação” e “I Simpósio Internacional de Patrimônios da Humanidade Mineiros no Contexto Internacional” .

O evento é promovido no Instituto de Ciências Humanas (ICH) da Universidade Federal de Juiz de  Fora (UFJF) e será realizado de 17 a 20 de setembro.

A proposta do congresso é ampliar as perspectivas sobre o estado da preservação dos patrimônios urbanos da humanidade, com foco no debate dos monumentos instalados em Minas Gerais.

Na programação, discussão sobre os desafios e riscos da preservação de cidades patrimônio da humanidade e a experiência brasileira na gestão dos patrimônios.

Os eventos são realizados pelo Laboratório de Patrimônios Culturais (Lapa), do curso de História da UFJF; pelo Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (Incomos); pelo grupo de pesquisa Patrimônio e Relações Internacionais e pelo Centro de Conservação da Memória (Cecom).

Programação

Terça-feira: 17.09 

14h – 18h: Credenciamento 

18h: Apresentação artística

18h30: Abertura

19h: Conferência de abertura

“Os desafios e riscos na gestão das cidades patrimônio da humanidade”

21h: Coquetel de abertura

Quarta-feira: 18.09 

9h: Mesa 1- “A gestão dos patrimônios da humanidade de Minas Gerais” 

14h-18h: Eixos temáticos 

14h-17h: Reuniões de trabalho

18h Café Mineiro e

Lançamento de Livros

19h: Conferência

“A experiência da gestão da cidade do Porto como Patrimônio da Humanidade: O que ensinar e o que aprender?”

Quinta-feira: 19.09 

9h: Mesa 2 – “Atores da preservação: Desafios e riscos da preservação de cidades patrimônio da humanidade”

14h-18h: Eixos temáticos 

14h-18h: Reuniões dos grupos de trabalho.

19h: Mesa 3 – “Ônus e bônus da chancela: cidadania, economia e processos culturais”  

Sexta-feira: 20.09 

14h: Mesa 4 – “Riscos, tragédias e intervenções restaurativas em patrimônios da humanidade”

17h30: Assembleias deliberativas.

18h30: Mesa de encerramento

19h: Conferência de encerramento 

“A experiência brasileira na gestão dos patrimônios da humanidade”

Foto capa: Marcos Alfredo / FM Itatiaia