Em coletiva sobre combate a crimes violentos, PM confirma que facção criminosa saiu de Juiz de Fora

Compartilhe

O comando da 4ª Região de Polícia Militar de Minas Gerais realizou uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira (8), na sede da 4ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp), para informar sobre as recentes ações de combate ao tráfico de drogas e combate aos crimes violentos.

Nesta semana, duas operações simultâneas, batizadas como Irmandade e Cativo, resultaram em apreensões e prisões em Juiz de Fora e outras cidades da região.

Uma das ações divulgadas foi a saída de PCC de Juiz de Fora, conforme detalhou o comandante Marco Aurélio Zancanela do Carmo. Confira. 

Durante a coletiva, a PM também divulgou os números de prisões, homicídios e outros crimes ocorridos na cidade. Nos cinco primeiros meses de 2023 o número de homicídios aumentou cerca de 70%, porém, a partir de junho, o número tem diminuído. É o que detalha Coronel Zancanela.

Do dia 1º de janeiro a 8 de dezembro de 2023, ocorreram 66 homicídios em Juiz de Fora, um a mais se comparado com o mesmo período de 2022, quando aconteceram 65 crimes do gênero.


Em relação as prisões, de 1º de janeiro a 7 de dezembro de 2023, a Polícia Militar realizou 7.193 prisões, tendo um aumento de 37,24% em relação ao mesmo período de 2022. No ano passado, foram 5.241 prisões.

Especificamente por tráfico de drogas, a PM realizou 962 prisões neste ano. Em comparação com o mesmo período de 2022, teve um aumento de 58,22%, quando foram registradas 608 prisões.

Leia também


There is no ads to display, Please add some

Compartilhe