Dona Mounira: “Se você para, a cabeça para. É com trabalho que vencemos”

Compartilhe

Entre tecidos e muitas histórias, Mounira Haddad Rahme, de 85 anos, a dona Mounira da Casa Chic esbanja saúde e disposição. Foi na loja, prestes a completar 93 anos de fundação, que ela recebeu a Itatiaia, entre um cliente e outro, para falar sobre o Carnaval de Juiz de Fora.

ouça a entrevista

Sorridente, ela conta que chegou ao Brasil em 1954, quatro dias antes do Carnaval. “O carnaval era na Rua Halfeld. Fui lá e achei tudo maravilhoso”, relembra.

A partir da experiência, ela começou a pensar em trabalhar com artigos de Carnaval. A iniciativa tomou corpo em 1979, quando ela assumiu a loja.

“Juiz de Fora já teve o terceiro melhor Carnaval do Brasil. Não tinha espaço para se hospedar”, relembra.

Nos dias atuais e no cenário após a epidemia de Covid-19, ela defende a grandiosidade das escolas de samba e comenta; “eu já avisei e pedi a todas as escolas, saiam bonitas”. Com muita alegria, ela garante que não vai perder os desfiles desse ano.

De quebra, como toda boa síria libanesa, dona Mounira conta um pouco sobre como a quase centenária Casa Chic perpassa pela história de Juiz de Fora.


There is no ads to display, Please add some

Compartilhe