Produtores estão otimistas com chegada de período chuvoso

ofertas chevrolet carro novo

Na região da Zona da Mata, as chuvas são bem-vindas para a pecuária leiteira e de corte. No entanto, segundo informações repassadas pelo gerente regional da Emater, Hildebrando Marcelo Campos Lopes, de uma maneira geral, nos 31 municípios da região de Juiz de Fora, não foram registradas perdas significativas que estejam fora do contexto período. As perdas são pontuais e de forma isolada, o que não representa algo expressivo no contexto geral da região.

Elas ocorrem em áreas de baixo desenvolvimento das pastagens, prejudicadas não só pela seca, mas também pela existência a e pastagens degradadas, ocasionadas especialmente por má formação, com uso de baixa tecnologia e manejo inadequado. Estas pastagens, segundo a Emater, resultam em solo pobre em matéria orgânica, com baixo desenvolvimento vegetal e menor absorção de água, interferindo diretamente no reabastecimento dos mananciais e nascentes.

Com isso, o período seco favorece a incidência de incêndios em vegetação, que castigam a região.

Na pecuária leiteira, o produtor que não se planeja para o período de seca, passa por dificuldades quanto a disponibilidade na quantidade e qualidade de alimentos volumosos para alimentação do rebanho, resultando em maior custo de produção e redução da produtividade.

Algumas tecnologias são adotadas por produtores da região. Uma delas é o cultivo de Capim Capiaçú, material desenvolvido pela Embrapa Gado de Leite de baixo custo, com alta produtividade e adaptado para a região.

radio ao vivo mais ouvida em jf