Idosa é presa por crime de injúria racial contra motorista de ônibus em Juiz de Fora

Compartilhe

Uma idosa de 76 anos foi presa após xingar um motorista de ônibus com ofensas racistas em Juiz de Fora. Ela está na Penitenciária José Edson Cavalieri.

A Secretaria de Justiça e Segurança Pública do governo de Minas confirmou que ela deu entrada na unidade na madrugada desta terça-feira, 24.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o caso foi registrado como injúria racial nesta segunda-feira, 23.

O homem de 57 anos contou que a passageira o xingou na frente de testemunhas ao desembarcar na Praça dos Três Poderes, no Centro.

Imediatamente, ele acionou a PM.

Aos policiais, a idosa disse que o motorista parou longe da calçada dificultando que ela descesse do coletivo. Ela negou ter ofendido o motorista, mas não apresentou testemunhas.

A passageira recebeu voz de prisão e foi encaminhada para a Delegacia de Plantão da Polícia Civil.

A assessoria da Polícia Civil informou à Itatiaia que o delegado que atuou no caso, Paulo Saback ouviu os depoimentos de testemunhas, policiais, vítima e autora e que ficou configurado o crime de injúria racial. Por isso, foi realizado um auto de prisão em flagrante delito.

A Polícia Civil explicou que como recentemente o Supremo Tribunal Federal equiparou o crime de injúria racial ao de racismo, o flagrante foi ratificado sem a possibilidade de fiança.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), ela passou por audiência de custódia na 2ª Vara Criminal. Ela seguirá respondendo ao processo judicial.

A idosa estava na penitenciária José Edson Cavalieri desde a madrugada de terça-feira, 24, após ter a prisão ratificada na Polícia Civil.

foto ilustrativa / arquivo

tratamento impotência