Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga tem edição on-line

E em tempos de pandemia, o o Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga acontece em formato remoto, com transmissão por “streaming” dos concertos de sua 31ª edição. 

O evento acontece de 21 a 30 de novembro e pode ser acompanhado pelo canal da UFJF no YouTubePara acessar o canal, clique aqui.

Artistas brasileiros e estrangeiros, enfrentando restrições de aglomeração e “lockdown” em países como Holanda, Portugal, Bélgica, Chile e Brasil, gravaram suas apresentações em casas/estúdios próprios ou locações cedidas para a ambientação dos concertos.

Segundo a UFJF, graças à inédita parceria efetuada com o Festival Internacional de Órgão de Vila Nova de Famalicão e Santo Tirso (FIO), de Portugal, as gravações de dois concertos da programação principal de sua sexta edição, realizada em outubro, foram cedidas para o evento juiz-forano.

O público brasileiro conferir as apresentações deste evento, realizado em igrejas portuguesas que contam com órgãos de tubos históricos e modernos.

Concertos

A programação do 31º Festival inclui dez concertos gravados com artistas nacionais e estrangeiros: o quarteto de cravo, viola da gamba, oboé barroco e violino, João Rival, Alon Portal, Beto Caserio e Elise Dupont (Holanda); o cravista brasileiro Edmundo Hora; o duo de cravo e flauta doce, Cláudio Ribeiro e Inês d’Avena (Holanda); o organista italiano Giulio Mercati; a dupla de cravo e canto, Marco Brescia e Rosana Orsini, brasileiros radicados em Portugal; o duo de flautas doces, Cesar Villavicencio e Paula Callegari (Uberlândia); o grupo Passos do Barroco, com Clara Couto, Maíra Alvez, Osny Fonseca e Raquel Aranha (São Paulo); o trio chileno Cristián Gutiérrez, Luciano Taulis e Antonia Sanchez (teorba, viola da gamba e oboé barroco); o duo de teorba e flauta doce, Giulio Quirici e Isabel Favilla (Bélgica); e o espanhol Cuarteto Alicerce, que divide a cena com Marco Brescia.

Transmissão

As transmissões das apresentações pelo canal da UFJF no Youtube têm início previsto sempre para às 20h. Antes, porém, a partir das 19h, o professor de Música da UFJF, Rodolfo Valverde, faz a contextualização histórica dos programas dos concertos.

Programação dos Concertos (sempre às 20h)

  • 21/11 – Le Concert d’Apolon (cravo, viola da gamba, oboé barroco e violino) “Les petits joyaux des Mrs François Couperin et Marais Marais” – João Rival, Alon Portal, Beto Caserio e Elise Dupont (Holanda)
  • 22/11 – Concerto de Fortepiano: “Um Fortepiano Vienense em Terra Papagalli” – Edmundo Hora (Campinas/SP)
  • 23/11 – Concerto de Cravo e Flauta Doce – Cláudio Ribeiro e Inês d’Avena (Holanda)
  • 24/ 11 – Recital de Órgão – Giulio Mercati (Itália)
  • 25/11 – Concerto de Canto e Cravo “Il Pianto della Madonna” – Rosana Orsini (Portugal/Brasil) e Marco Brescia (Itália/Portugal/Brasil)
  • 26/11 – Concerto do Grupo GReCo – Duo de Flautas Doces – Cesar Villavicencio e Paula Callegari (Uberlândia/MG). Participação especial: María Martínez Ayerza (Londres) e Guilherme dos Anjos (Belém – PA)
  • 27/11 – Apresentação Didática de Danças Barrocas: Passos do Barroco – Clara Couto, Maíra Alves, Osny Fonseca e Raquel Aranha (SP)
  • 28/11 – Concerto de Teorba, Viola da Gamba e Oboé Barroco “Las Danzas Ocurrentes” – Cristián Gutiérrez, Luciano Taulis e Antonia Sanchez (Chile)
  • 29/11 – Concerto de Flauta Doce/Fagote e Teorba – Isabel Favilla e Giulio Quirici (Bélgica)
  • 30/11 – Recital de Órgão e Quarteto de Cordas – Marco Brescia (Itália/Portugal) e Cuarteto Alicerce (Espanha)

radio ao vivo mais ouvida em jf