Especialista alerta para risco de colapso do sistema de saúde

A Prefeitura de Juiz de Fora publicou nesta segunda-feira, 7, nota de pesar pela morte de uma servidora lotada no Serviço de Transporte Inter-Hospitalar (Stih), que atuava ativamente no enfrentamento à Covid-19. A nota especifica que ela trabalhava há 25 anos no serviço público, presta condolências aos familiares e colegas de trabalho, além de agradecer aos trabalhadores que atuam na linha de frente.

tratamento impotência

A probabilidade de colapso do sistema de saúde tem sido uma preocupação recorrente ao longo da pandemia. Enquanto isso, em um contexto considerado até agora o pior de todo o período, profissionais da linha de frente seguem a cada dia mais expostos aos riscos de se contaminarem.

Defensor de regras mais rígidas de isolamento desde o início da pandemia, o infectologista Guilherme Côrtes não descarta a possibilidade de colapso em dezembro e defende que apenas medidas mais restritivas podem controlar a transmissão.

infectologista Guilherme Côrtes


Na semana passada, menos de 24 horas após anunciar o retorno à Onda Vermelha e restrições mais rígidas para o comércio, o Comitê de Monitoramento e Prevenção à Covid 19 voltou atrás da decisão perante manifestações de comerciantes preocupados em manter seus negócios e empregos de seus funcionários – postura que revela outra consequência social da pandemia.

Após uma reunião de emergência, poder público e empresários chegaram a um acordo em divulgar coletivamente as regras de isolamento e cuidado. O decreto com as novas medidas está previsto para ser publicado nesta terça-feira, 8.

A Secretaria de Saúde informou que tem trabalhado para que não haja colapso na rede hospitalar da cidade em dezembro. Do início da pandemia até esta segunda-feira, 7, o Departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental registrou três óbitos de profissionais de saúde ligados a PJF.

radio ao vivo mais ouvida em jf