Império Serrano tem clássico de Gonzaguinha no enredo

Para o carnaval de 2019, a escola de samba carioca, Império Serrano resolveu trazer no enredo um clássico da MPB de 1982: “O que É o que É?”, de Gonzaguinha.

Em 2017, Gonzaguinha também foi tema do carnaval da Estácio de Sá, no Rio de Janeiro, com o enredo “É! O Moleque desceu o São Carlos, pegou um sonho e partiu com a Estácio!”.

Uma das mais tradicionais escolas de samba cariocas, a Império Serrano foi beneficiada pela virada de mesa do desfile do ano passado, quando ficou em último lugar e não foi rebaixada.

Samba-Enredo 2019 – O Que É, O Que É?
G.R.E.S. Império Serrano (RJ)

“Viver e não ter a vergonha de ser feliz
Cantar e cantar e cantar
A beleza de ser um eterno aprendiz

Ah meu Deus!
Eu sei, eu sei
Que a vida devia ser
Bem melhor e será
Mas isso não impede
Que eu repita
É bonita, é bonita e é bonita

E a vida
E a vida o que é?
Diga lá, meu irmão
Ela é a batida de um coração
Ela é uma doce ilusão
Êh! Ôh!

E a vida
Ela é maravilha ou é sofrimento?
Ela é alegria ou lamento?
O que é? O que é? Meu irmão

Há quem fale que a vida da gente
É um nada no mundo
É uma gota, é um tempo
Que nem dá um segundo

Há quem fale que é um divino mistério profundo
É o sopro do criador
Numa atitude repleta de amor

Você diz que é luta e prazer
Ele diz que a vida é viver
Ela diz que melhor é morrer
Pois amada não é
E o verbo é sofrer

Eu só sei que confio na moça
E na moça eu ponho a força da fé
Somos nós que fazemos a vida
Como der, ou puder, ou quiser

Sempre desejada
Por mais que esteja errada
Ninguém quer a morte
Só saúde e sorte

E a pergunta roda
E a cabeça agita
Eu fico com a pureza
Da resposta das crianças
É a vida, é bonita
E é bonita”

Clipe oficial do Samba-Enredo 2019, “O Que É, O Que É?” da Império |Serrano

A Império Serrano é uma das mais tradicionais escolas de samba da cidade do Rio de Janeiro. Dona de 9 títulos do Grupo Especial (1948, 1949, 1950, 1951, 1955, 1956, 1960, 1972, 1982), A Império ocupa, junto com o Salgueiro, a posição de 4ª maior vencedora no rol das campeãs do carnaval do Rio de Janeiro.

Em 2017, o Império Serrano sagrou-se campeã da Série A do carnaval carioca e garantiu seu retorno ao Grupo Especial após oito anos.

Gonzaguinha

Gonzaguinha era filho registrado, do cantor e compositor pernambucano Luiz Gonzaga, o Gonzagão e de Odaleia Guedes dos Santos, cantora do Dancing Brasil.

Gonzaguinha e Gonzagão

Caracterizado por uma postura de crítica à ditadura, foi visado pelo Departamento de Ordem Política e Social (DOPS). Assim, das 72 canções apresentadas, 54 foram censuradas.

Com o começo da abertura política, na segunda metade da década de 1970, começou a modificar o discurso como “Começaria Tudo Outra Vez”, “Explode Coração”, “Grito de Alerta”, “Lindo Lago do Amor” e “O que É o que É?”, e também temas de reggae, como Nem o Pobre nem o Rei.

Gonzaguinha morreu aos 45 anos, em 29 de abril de 1991, ao regressar de uma apresentação em Pato Branco, no Paraná, vítima de acidente automobilístico em uma rodovia.

“O que é, o que é?”, Gonzaguinha