Dívidas do Estado: Prefeitura cria gabinete de enfrentamento da crise fiscal

Ao todo, a dívida do estado com o município é de R$ 120 milhões.

O prefeito de Juiz de Fora, Antônio Almas, do PSDB, divulgou na tarde desta quinta-feira, 9, a criação do Gabinete de Enfrentamento da Crise Fiscal (GECF), que une os comitês orçamentário financeiro e estratégico.

O intuito é, através da união de prefeito, procurador geral e secretários, discutir a situação financeira do município.

Na segunda semana do mês de agosto, a expectativa é que o repasse de ICMS fosse de R$ 10 milhões e o Executivo recebeu apenas R$ 1,3 milhões.

Ao todo, a dívida do estado com o município é de R$ 120 milhões.

Segundo o prefeito Antônio Almas, o objetivo é garantir o pagamento de servidores e fornecedores em dia. Segundo o chefe do Executivo, não foram feitas demissões recentes por conta da crise e não há nada definido, no momento, neste sentido.

 

O Secretário de Fazenda, Fúlvio Albertoni, relata que a Prefeitura já ingressou com duas ações judiciais referentes ao repasses atrasados de ICMS e de IPVA.

 

Entre as ações já tomadas para minimizar os impactos, está a revisão de contratos com fornecedores, a reavaliação o uso de carros oficiais e do uso da telefonia e energia elétrica.

foto marcos alfredo prefeitura prefeito antonio almas gabinete de enfrentamento crise fiscal - Dívidas do Estado: Prefeitura cria gabinete de enfrentamento da crise fiscal
Prefeitura apresenta ações para enfrentar a crise fiscal. Foto: Marcos Alfredo

Foto: Marcos Alfredo